segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

"DESMORALIZAR PODERES:TÁTICAS E ESTRATÉGIAS DE DOMINAÇÃO“

...”Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. E por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso”. (Edward Everett Hale, Clérico e Escritor norte-americano, 1823-1909).
As coisas andam estranhas, no Brasil.
Quando determinadas estranhezas ocorrem em Estados com a mínima chance de se desenvolverem autonomamente – a razão é porque colaboracionistas estão colaborando demais, em benefício de interesses não-nacionais.
Entre as táticas e estratégias de dominação está a de dividir para dominar. São diversificadas as formas de colaborar.
Entre as mais utilizadas está a desmoralização dos Poderes do país-alvo. Observa-se, a bola da vez é os Poderes do Brasil.

Toda a atenção é preciso porque intrigar os Poderes e convulsionar populações contra os políticos e suas politicagens são táticas e estratégias largamente utilizadas para dominar territórios ricos de minérios geradores de energia.
A História moderna é pródiga em exemplificar e pesquisar é mais do que preciso.
Daí resulta a importância de entender a percepção da população brasileira.
A população brasileira muito justificadamente não aceita continuar refém dos políticos corruptos ou ineptos de sempre. Urge alijá-los do Legislativo brasileiro.
A população brasileira desconhece a maioria dos Deputados e Senadores das Casas Legislativas brasileiras. A população brasileira faz terríveis ilações sobre as razões fundamentadoras das eleições de tais desconhecidos. Um deles, descuidando-se, demonstrou a que veio, com a proposta indecente da vez: desmonopolizar o urânio  que jaz no território do Brasil. Vale dizer, entregar, para não-residentes, o único mineral – esgotável - gerador de energia, que resta reservado para uso e gozo dos atuais mais de 200 milhões e das futuras gerações de residentes no Brasil.
A população brasileira perceptiva tem a vontade legítima de mandar para as respectivas residências, os políticos-politiqueiros, desavergonhadamente, fazendo da política nacional brasileira - o trampolim para alcançar voluptuosas necessidades pessoais.
A população brasileira percebe a inexplicável impunidade de determinados Deputados e Senadores como uma verdadeira afronta à cidadania e ao funcionamento das instituições brasileiras.
A população brasileira observa, ...”a trajetória política de alguns Deputados e Senadores mais parece uma folha corrida policial”. ...” A impunidade de alguns é imponderável, inaceitável e inacreditável.” (In NEWTON, Carlos, 23.10.2016, Tribuna da Internet).
Daí, porque, a população brasileira quer que se extinga - o mais rápido possível - o foro privilegiado.
O foro privilegiado precisa acabar, porque está sufocando as decisões da Primeira Instância. O foro privilegiado está parecendo verdadeiro tribunal de exceção, no qual se isenta de qualquer culpabilidade os amiguinhos preferenciais.
A população brasileira assistiu, ridicularizando muito, um deles, chegar a renunciar à Presidência da Mesa Diretora do Senado para evitar cassação – e logo depois conseguir voltar a ser Presidente da referida Casa, entrando de novo na linha sucessória da Presidência da República.
A população brasileira observa atentamente o modo como o Presidente do Senado protege acintosa e vergonhosamente notórios Deputados e Senadores corruptos. Vergonha é o sentimento da população brasileira por esse  demonstrativo de falência da política nacional brasileira.
A população brasileira atentamente observa quem paga para os políticos-politiqueiros continuarem travando o desenvolvimento do Brasil.
Deputados e Senadores desde sempre envolvidos com a corrupção têm que renunciar, já!
A renúncia se faz obrigatoriamente necessária, porque, como objetos de chacotas nacionais e internacionais - estão prestando um grande desserviço ao Brasil. De modo algum se admite que possam ter a pretensão de representar a população brasileira.
Os inquéritos e processos contra eles - colecionados pelo STF - estão prestes a prescrever. A população brasileira – contribuinte de fato e de direito, pagadora dos altos salários e mordomias de cada um deles - está atenta. Há que se impedir mais esta vergonha vergonhosa, tipicamente brasileira.
Nada passa despercebido da população brasileira. Os exemplos históricos recentes não recomendam a alienação.
A população brasileira não admite que seja aprovado o Projeto (Projeto de Emenda Constitucional/PEC) estabelecendo punições a autoridades policiais e judiciais que estejam exercendo, legitimamente e sem abuso, as suas obrigações.
A população brasileira perplexa acompanhou as criticas e os pedidos de desculpas do Presidente do Brasil, ao considerar abusiva a operação da Polícia Federal no Senado.
A população brasileira percebe que o Supremo Tribunal Federal por ser conivente, omisso e/ou incapaz - não tem a menor condição de processar Deputados, Senadores e Ministros corruptos. Vox populi, Vox Dei.
A população brasileira não admite que as instituições brasileiras de Justiça funcionem do modo como estão funcionando, obviamente, objetivando colocar panos quentes, disfarçar o que não dá mais para esconder.
Os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário precisam ser lavados com detergente poderoso, porque, as vergonhosas nódoas não são fáceis de serem removidas.
A população brasileira - remunerando ricamente e a duras penas  aqueles que se acham “os poderosos brasileiros” - rechaça o desrespeito e o modo ridiculamente infantilizado como vem sendo tratada pelos Poderes – Legislativo, Executivo e Judiciário.
Os Poderes – por força dos ofícios que exercem – já deveriam ter percebido que quando os informantes chegam com a farinha, a população brasileira já está entregando o bolo.
O Brasil merece respeito.
   Por :    Profa. Guilhermina Coimbra
*Curriculo Lattes; Pesquisadora/CNPq, CAPES, FAPERJ, FGV-Rio; Parecerista.

Michel Temer trai a nação e entrega a Petrobras a LULA e ao PT

Comentário de Cláudio Dantas


Temer coloca como Gerente Executiva de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobrás Regina Miki, a qual, foi Secretária de Segurança Pública de Dilma, fez campanha para o " PT e inclusive campanha contra o próprio Temer.
Resultado de imagem para Regina Mik e Cardoso
       

Regina Miki é exonerada da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

O Ministro da Justiça, Eliseu Padilha exonerou do cargo de Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Maria Filomena de Luca Miki.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no art. 1o do Decreto no 4.734, de 11 de junho de 2003, resolve Nº 1.077 - EXONERAR REGINA MARIA FILOMENA DE LUCA MIKI do cargo de Secretária Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, código DAS 101.6, a partir de 1o de junho de 2016. ELISEU LEMOS PADILHA
QUADRILHA

MP acusa Regina Miki de formação de quadrilha e peculato

O Gaeco ABC (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), vinculado ao Ministério Público, acusou a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki (PT), e outros 16 integrantes da GCM (Guarda Civil Municipal) de Diadema de burlar marcação de ponto em horas-extras e desviarem dinheiro público.

1/01/2011 00:00Resultado de imagem para Dilma nomeia Regina Miki secretária Nacional de Segurança Pública

Dilma nomeia Regina Miki secretária Nacional de Segurança Pública

Por: Redação (cidades@abcdmaior.com.br)
Resultado de imagem para Regina Miki Defesa Social da Prefeitura de Diadema
Advogada comandou a Defesa Social da Prefeitura de Diadema entre 2001 e 2008 

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Gilmar Mendes em Os rei do Habeas Corpus

Hoje dez/2016, Gilmar Mendes  o eleito por FHC, continua a proteger os Habeas Corpus recriminando em plenário (uma vergonha!) as 10 Medidas do MPF-Ministério Público Federal que visa acabar com a corrupção no Brasil. Por que Gilmar Mendes é contra? Porque Gilmar Mendes é o Rei do Habeas Corpus no Brasil dando liberdade a bandidos do colarinho branco já condenados pela Justiça.
Uma trama brasileira sobre poder chantagem, crime e corrupção. A incrível história de como o banqueiro Daniel Dantas escapou da prisão com apoio do Supremo Tribunal Federal (Gilmar Mendes) e virou o jogo, passando de acusado a acusador.

A atuação militante de Gilmar Mendes em defesa de seu mentor (FHC), que o colocou no STF, é não só vergonhosa como criminosa. O rei do Habeas Corpus, que em menos de 24 horas concedeu dois a Daniel Dantas, Só está lá para fazer a defesa  da gangue que destruiu o Brasil.  O nível de atuação institucional do Gilmar Mendes equivale ao de FHC. Atuam como se fossem donos do Estado e não servidores que deveriam respeitar a liturgia dos cargos e as instituições em que atuam. Ao invés de atuar como magistrado, no sentido mais amplo da palavra, Gilmar Mendes tem sido considerado um jagunço, como declarou outro de sua laia, Joaquim Barbosa. 
Resultado de imagem para gILMAR mENDES DEU TRÊS HABEAS CORPUS EM SEGUIDA PARA dANIEL dANTAS
O médico estuprador Roger Abdelmassih, ou os banqueiros Daniel Dantas e Salvatore Cacciola(Marco Aurélio Mello), ou mesmo um empresário do tipo Carlinho Cachoeira, ou assassinos confessos como Pimenta Neves, e o adulto acusado de estuprar um menor de 12 anos, os ministros indicados por Collor de Mello e FHC soltam e comemoram.
Resultado de imagem para cacciola doou para  FHC
Resultado de imagem para Cacciola(Marco Aurélio MelloResultado de imagem para Salvatore Cacciola(Marco Aurélio Mello
Resultado de imagem para Salvatore Cacciola(Marco Aurélio Mello
Resultado de imagem para gILMAR mENDES DEU TRÊS HABEAS CORPUS EM SEGUIDA PARA dANIEL dANTASResultado de imagem para gILMAR mENDES DEU TRÊS HABEAS CORPUS EM SEGUIDA PARA dANIEL dANTAS
Gilmar Mendes além de Daniel Dantas, mandou soltar por meio de um habeas corpus o médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por violentar sexualmente 37 mulheres. No dia seguinte ao HC de Mendes, Abdelmassih fugiu para o Líbano. Outra agraciada com os habeas corpus de Gilmar Mendes é Cristina Maris Meinick Ribeiro. Ela foi condenada pela Justiça Federal do Rio de Janeiro por dar “sumiço” em processos da Receita Federal contra a Globopar, controladora das Organizações Globo. Se atualizarmos os valores, o débito da Globo com a União chega a R$2 bilhões. As notificações recebidas pela “poderosa” chegam perto de 300. Mas a Globo, o maior grupo de mídia do país, dever tanto dinheiro assim aos cofres públicos não é estranho para Gilmar Mendes. Muito menos para a imprensa grande, diga-se de passagem. Tampouco Gilmar Mendes achou estranho receber R$185 mil do esquema montado pelo PSDB conhecido como Lista de FURNAS quando ainda era da Advocacia-Geral da União. 
Imagem relacionadaResultado de imagem para Cacciola(Marco Aurélio Mello
Resultado de imagem para Fazendeiro Galvão HC Marco Aurélio MelloResultado de imagem para Salvatore Cacciola(Marco Aurélio Mello
Nessa lista, até FHC, recebeu seu “dim dim”. Além é claro de Serra, Aécio, Alckmin, Eduardo Azeredo, os coleguinhas do DEM (à época PFL).

https://limpinhoecheiroso.com/2014/02/07/cadu-amaral-as-estranhezas-de-gilmar-mendes-e-seus-habeas-corpus/gilmar_mendes67/


https://books.google.com.br/books?id=ALqKAgAAQBAJ&pg=PT405&lpg=PT405&dq=gILMAR+mENDES+DEU+TR%C3%8AS+HABEAS+CORPUS+EM+SEGUIDA+PARA+dANIEL+dANTAS&source=bl&ots=50hTA06le8&sig=ZKZhwJpoG7uyeycj-k_Ek1vANSw&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwiOgfT3x9XQAhXDh5AKHSpFC584ChDoAQhGMAg#v=onepage&q=gILMAR%20mENDES%20DEU%20TR%C3%8AS%20HABEAS%20CORPUS%20EM%20SEGUIDA%20PARA%20dANIEL%20dANTAS&f=false

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

AVIÃO DA CHAPECOENSE PERDEMOS NOSSOS ÍDOLOS!


HOJE O ESTADÃO PUBLICA QUE O AVIÃO QUE CAIU NA COLOMBIA ERA NA VERDADE UM TRANSPORTADOR DE COCA, DO NARCOTRÁFICO,
O DONO DO AVIÃO É DEPUTADO NA VENEZUELA QUE ESTA PRESO POR TRAFICO DE DROGAS.
A\EMPRESA TRANSFERIU SUA SEDE PARA BOLIVIA APOS MORTE DE HUGO CHAVES.
O DEPARTAMENTO DE ESTADO AMERICANO [ CIA E FBI E DEA] ATERTOU A EXISTENCIA DESTE AVIÃO QUE ESTAVA TRANSPORTANDO TIMES DE FUTEBOL PRATICAMENTE DE GRAÇA.
O PORÃO DO AVIÃO ERA RESERVADO PARA O TRANSPORTE DE COCA DA BOLIVIA PERU EQUDOR. E COLOMBIA E BOLIVIA.
É ESTE AVIÃO QUE LEVA DROGA PARA O MEXICO. O DEA ESTÁ ATRAS DESTE AVIÃO A MAIS DE 4 ANOS.
EM FIM É O AVIÃO DO NARCOTRAFICO.


O AVIÃO QUE CAIU NA COLOMBIA ÉRA UM TRANSPORTADOR DE DROGAS [COCA] DA BOLIVIA E COLOMBIA.
INICIALMENTE O PRINCIPAL ACIONISTA DA CIA ERA O DITADOR HUGO CHAVES, DE ACORDO COM A CIA E FBI.
O AVIÃO ESTAVA PROIBIDO DE VOAR PARA OS ESTADOS UNIDOS.
Companhia aérea dona de avião que caiu na Colômbia tem negócios obscuros na VenezuelaFundador da LaMia é ex-parlamentar da Venezuela que se tornou lobista de executivo chinês atualmente preso

Felipe Corazza, Luiz Raatz e Roberto Godoy,
O Estado de S.Paulo
30 Novembro 2016 | 06h00
Notícias relacionadas
Avião da tragédia era o único em ação da empresa aérea
Modelo do avião que caiu já se envolveu em 7 acidentes; veja
Investigação inicial mostra que corpos e destroços não têm sinal de combustível
Um ex-parlamentar venezuelano está na origem da empresa LaMia, companhia aérea dona do avião que caiu na Colômbia matando parte da equipe da Chapecoense, dirigentes, jornalistas e tripulantes. Ricardo Albacete Vidal é o fundador e proprietário da empresa na Venezuela, tendo transferido as operações para uma subsidiária boliviana em janeiro de 2015.
A LaMia anunciou, em 2010, o início das operações no Estado de Mérida. Criada após um acordo com o governo de Hugo Chávez para impulsionar o setor aéreo do país, a aérea foi registrada como uma companhia de ciência e tecnologia. Com isso, foi beneficiada com a influência do governo para levantar dinheiro junto a um fundo de investimento criado pelo governo chinês para estimular a economia venezuelana.

O ACORDO DE PAZ ENTRE\ AS FAC E GOVERNO DA COLOMBIA NÃO PREVÊ ACABAR COM PLANTAÇÃO DE COCAÍNA NA COLOMBIA.
O NARCOTRAFICO VAI CONTINUAR EXISTINDO.
MUITO MENOS O GOVERNO DA COLOMBIA VAI ACABAR COM FINANCIAMENTO PARA SE PLANTAR COCA NO PAIS.
OS BANCOS COM BOLIVIANOS E COLOMBIANOS E PERUANOS VÃO CONTINUAR LAVANDO DINHEIRO DO NARCOTRAFICO NO PANAMÁ.

domingo, 27 de novembro de 2016

Intervenção cívico-Militar Constitucional Art. 1 da CF/88


O povo sabe o seu verdadeiro poder:
Constituição de 1988: "Art. 1 Parágrafo Único - Todo o poder emana do  povo, que o exerce por meio de efeitos ou diretamente nos termos desta Constituição”.

Lutemos contra o crime organizado que se instalou nos três poderes, nas instituições, destruindo o Brasil. 

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Getúlio teve papel histórico dos mais negativos em 1930/1945 e a Importância da Revolução paulista de 1932

Resultado de imagem para revolução constitucionalista de 1932Resultado de imagem para revolução constitucionalista de 1932

UMA DITADURA É UMA DITADURA É UMA DITADURA (*)
Preso em 1936 e em 39, Carlos Marighella foi bestialmente torturado pela polícia política de  Filinto Muller, o carrasco da ditadura getulista.
Resultado de imagem para Getúlio Vargas  ditador
Companheiros vieram contestar a avaliação que eu fiz da Revolução Constitucionalista de 1932 como um movimento libertário, batendo na surrada tecla de que a oligarquia de outros estados era melhor que a oligarquia de São Paulo.

Para revolucionários, oligarquias são oligarquias, pouco importando se compostas pelos industriais paulistas ou pelos pecuaristas gaúchos. Por aí não se justifica coisa nenhuma.

O que importa era o que defendiam os legalistas (uma nova Constituição que pusesse fim aos desmandos e arbitrariedades) e o que defendiam os repressores (o prosseguimento dos desmandos e arbitrariedades, sem uma Lei maior para atrapalhar).

O fato é que até hoje a historiografia está contaminada pelas avaliações nada isentas dos historiadores que oscilavam na órbita do Partido Comunista (muitos, naquele tempo), os mesmos que minimizaram absurdamente a Grande Greve de 1917 por ter sido de inspiração anarquista. Só com a reaparição triunfal do anarquismo nas barricadas parisienses de 1968 é que historiadores de uma nova geração resgataram a importância histórica da primeira greve geral brasileira.

Como o Partidão não se colocou frontalmente contra o golpe de 1930, os acadêmicos  
progressistas impingiram a cascata de que, no início, a coisa não havia sido tão ruim assim, uma mera ditabranda...
Depois, veio um daqueles ziguezagues caracteristicamente stalinistas, a súbita guinada de 180º. O PCB, que estava sendo complacente demais com os tiranos, de repente recebeu a ordem de derrubar a ditadura!

A orientação de Moscou foi no sentido de que partisse para a tomada revolucionária do poder, com Luiz Carlos Prestes (que se havia convertido ao comunismo no exílio) voltando ao Brasil como uma espécie de interventor, já que conquistara a confiança dos dirigentes da Internacional.

O PCB era não só contrário ao ingresso de Prestes (ainda mais como principal dirigente!) por considerá-lo apenas um pequeno-burguês radicalizado, como também se opunha a planos insurrecionais que não encontravam respaldo na correlação de forças brasileira. Mas, teve de se submeter aos iluminados da Internacional.

E deu no que deu - um retumbante fracasso e uma arma propagandística que os reacionários ainda utilizavam na minha juventude, três décadas depois, vertendo lágrimas oportunísticas sobre a tumba dos militares que teriam sido surpreendidos na calada da noite e assassinados na cama pelos comunistas insidiosos...

Enfim, a historiografia inspirada pelo PCB andou absolvendo a ditadura getulista nos primeiros anos e só a recriminando a partir de quando acentuou sua opção pela direita, aliando-se aos integralistas de Plínio Salgado (a versão tupiniquim do nazismo) para instaurar o Estado Novo.

Depois, foi a vez de Vargas dar seu ziguezague. Como os estadunidenses articularam o fim de sua ditadura em 1945, bem como a de Perón na Argentina, reagiu assumindo uma plataforma nacionalista em sua campanha para voltar ao poder em 1950, desta vez como presidente eleito.

Resultado de imagem para Luiz Carlos Prestes   e Getúlio Vargas
O PCB aliou-se a Getúlio, com Luiz Carlos Prestes subindo no palanque do responsável pelo martírio da mãe de sua filha.

E, novamente, os historiadores submissos à linha correta foram orientados a suavizar a imagem da ditadura getulista.

Como sou um libertário, não tenho nada a ver com isso. Continuarei falando o que sei, aquilo que aprendi nas minhas leituras e nas conversas com os veteranos da resistência ao arbítrio anterior a 1964. Até porque tenho a convicção profunda de que o regime militar foi continuador da ditadura getulista, retomando e aprimorando várias de suas práticas.

Resultado de imagem para revolução constitucionalista de 1932Resultado de imagem para revolução constitucionalista de 1932
CENTRALIZAÇÃO POLÍTICA E ECONÔMICA 
Eis algumas informações sobre o levante paulista de 1932 que esses historiadores não consideraram importantes, mas eu considero:
  1. não há provas incontestáveis de que Vargas tenha perdido a eleição presidencial de 1930 para Júlio Prestes por fraude, nem de que só um lado tenha fraudado (a prática mais frequente era a de fraude generalizada, com as urnas ungindo sempre o candidato do governador em exercício, e Getúlio levava a desvantagem de ser apoiado por apenas três governos estaduais);
  2. a exemplo do de 1964 (o ouro de Moscou e outras tolices), o golpe de 1930 utilizou falso pretexto, já que João Pessoa não foi assassinado por motivos políticos, mas sim como vingança de João Dantas pela publicação na imprensa das cartas de amor por ele trocadas com Anayde Beiriz e que haviam sido confiscadas em sua casa pela polícia;
  3. Getúlio tomou posse instalando uma ditadura, já que suspendeu a Constituição; destituiu os governadores e nomeou interventores em quase todos os estados (a única exceção foi Minas Gerais); dissolveu o Congresso nacional, os Congressos Estaduais (câmaras e senados estaduais) e as Câmaras Municipais, além de exilar Júlio Prestes, o presidente deposto Washinton Luís e vários de seus apoiadores;
  4. afora a adoção de medidas despóticas de centralização política, praticamente idênticas às de 1964, o golpe de 1930 adotou figurino similar também em termos de centralização econômica (os estados foram proibidos de contratar empréstimos externos sem autorização do governo federal; o Banco do Brasil passou a deter o monopólio de compra e venda de moeda estrangeira, controlando, assim, o comércio exterior; foram impostas medidas para controlar os sindicatos e as relações trabalhistas; e criadas instituições para intervir no setor agrícola como forma de enfraquecer os estados);
  5. jornais foram empastelados, a imprensa intimidada;
  6. a resposta ao arbítrio foram comícios constitucionalistas em São Paulo, o maior deles reunindo cerca de 200 mil pessoas, um assombro para a época;
  7. a demanda civil por uma nova Constituição esbarrava no veto dos tenentes radicais, exatamente como as tentativas de devolução do poder aos civis no golpe seguinte esbarrariam na resistência da linha dura militar;
  8. o estopim da revolta de 1932 foi o assassinato de cinco jovens no centro da cidade de São Paulo (os quatro do MMDC morreram imediatamente e o quinto após agonia mais longa), baleados por partidários da ditadura pertencentes à Legião Revolucionária, um grupo paramilitar consentido pelos déspotas, assim como o CCC seria depois consentido pelo regime de 1964.
Resultado de imagem para revolução constitucionalista de 1932
Ditaduras são sempre ditaduras: cruéis, sanguinárias e repulsivas.

E, se relevarmos os traços tirânicos da de 1930 por ter sido até certo ponto modernizante, teremos que conceder igual tratamento à de 1964, que também remodelou o Estado.

O fato da primeira modernização haver tido viés mais populista pode significar algo para quem comunga com o utilitarismo. Mas nada significa para quem, como eu e os bem formados na tradição marxista, não aceita que fins justifiquem meios.

Que o digam Olga Benário, que Getúlio Vargas despachou para morrer na Alemanha hitlerista, bem como os camaradas barbaramente torturados pela polícia política de Filinto Muller, a quem o jornalista David Nasser se referiria depois como o réu que ficou faltando no julgamento de Nuremberg.

O carrasco Filinto Muller, aliás, é um dos personagens que fizeram ligação entre os dois regimes de exceção: foi dirigente importante da Arena, o partido de sustentação da ditadura de 1964.
Marighella - Retrato Falado do Guerrilheiro [Parte 1]
https://www.youtube.com/watch?v=aP7PDWsVgUA 

* Tanto este texto quanto o Isto É o Brasil são de 2009. No ano passado, houve discussão semelhante à de agora. A qual reforçou minha convicção de que tenho o dever de continuar questionando as deturpações históricas com que certos schoolars justificam, explicita ou implicitamente, as ditaduras. O papel histórico de Getúlio Vargas pode ter sido até positivo em 1950/54, mas foi dos mais negativos em 1930/1945. Alguém precisa explicar isto às novas gerações, para que não sejam confundidas por falácias autoritárias. Eu o façoquarta-feira, 7 de julho de 2010
https://naufrago-da-utopia.blogspot.com.br/2010/07/uma-ditadura-e-uma-ditadura-e-uma.html?m=1