sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Quem decide as coisas dentro das Nações Unidas? é a Casa Universal de Justiça da fé Bahá´i?

Esperamos nós, os revisionistas da História da Segunda Guerra Mundial, os brasileiros conscientes que não engolem pratos feitos e tampouco se movem com muletas emprestadas...

Lyndon H. La ROUCHE Jr., diretor-presidente da "Executive  Intelligence  Review", e por duas vezes pré-candidato republicano á Presidência dos Estados Unidos. Na obra intitulada "La sucia historia de La Liga Antidifamación de B'nai B'rith". A obra de Lyndon H. La RoucHE Jr. oferece interessantes informações de como agem nos Estados unidos e em outros países os órgãos subordinados a B'nai B'rith que tem a missão de calar  a voz dos opositores. Financiadas pelo crime organizado, principalmente por contribuições de traficantes de drogas - os narcodólares,-como denomina La RoucHE Jr. -, as Ligas Anti-Difamação da B'nai B'iith arvoram-se em guardiões da honra judaica, incluindo nas legislações de cada país extratos do Estatuto de Kalisz, aquele que extorquiram de Boleslau, o piedoso, na sofrida Polonia.
A criação da instituição com o objetivo explícito de combater manifestações contrárias aos seus interesses é preocupação exclusiva dos judeus,  a B´nai B´rith coordena tanto as Ligas Anti-Difamações quanto as confederações israelitas, e zela ao mesmo tempo para que os Movimentos de Justiça e Direitos Humanos sejam dirigidos maciçamente por Judeus. Os órgãos satélites da B´nai  B´rith conseguiram proibir a exibição da suástica e dos símbolos nazistas no Brasil. (LA Rouche E Jr. Lyndon. The Ugly Truth About The ADL (La súcia historia da Liga Antidifamación de B´nai B´rith)` Washington, DC, Executive Inteligence Review 1994´ pg.61”)

Nos Estados Unidos, utilizando a estratégia empregada contra  S.E. CASTAN - a de mover-lhe processos em cima de processos, á fim de esgotar-lhe as posses -, não tiveram êxito algum, com o emprego de suborno, como ele denuncia  citando nomes e cargos, em "La sucia historia de La Liga Antidifamación de B´nai B'rith.

As ligas anti-difamação só se mostram úteis para quem possui telhado de vidro... Fora disto, revelam-se instituições totalmente inócuas e fora de propósito. Alemães, italianos, poloneses, nipônicos, sírio-libaneses, chineses e toda uma vasta série de minorias raciais exis-tentes no Brasil não possuem ligas anti-difamação. Elas são exclusividade dos judeus.  Centenas de obras, muitas incluídas no index dos “ livros proibidos” , explicam o porquê da necessidade dos judeus se valerem das ligas anti-difamação . Não se trata de providência contra a divulgação de mentiras , mas de salvaguarda à propagação de verdades inconvenientes.  Sobre as Ligas Anti-Difamação da B'nai B'rith.  Por ora cabe, para que não se perca o fio da meada, prosseguir na dissecação do “  paraíso bolchevista” , cuja designação correta, mais apropriada, seria“   paraíso judaico-bolchevista”  (Pág.27 Os Genocidas do Século XX Sérgio de Oliveira)

Em  um dos processos movidos contra S.E. CASTAN, o Exmo. Sr. Desembargador João Andrades Carvalho afirmou: A Constituição é brasileira; feita para brasileiros, somos um povo pobre, mas dispensamos, os guardiões de nossa consciência"- Esperamos nós, os revisionistas da História da Segunda Guerra Mundial, os brasileiros conscientes que não engolem pratos feitos e tampouco se movem com muletas emprestadas, que a Justiça brasileira dê um exemplo ao mundo- consagrando o mais sagrado de todos os direitos de cidadania – o de plena liberdade de pensamento e expressão. No momento em que os brasileiros forem impedidos de dizer o que pensam sobre assuntos sujeitos á controvérsia", como ocorre em relação  á História, estaremos renunciando á democracia e abrindo as portas à ditadura. (Discurso sobre a Liberdade de Expressão Sergio Oliveira Pág. 27,28)

Em 12 de dezembro de 2002, a fé Baha’i no Brasil distribuiu prêmios para ONGs que mais se destacaram em projetos educacionais, ou melhor que contribuíram para a imbecilização do sistema educacional brasileiro, estavam presentes na cerimônia Iradj Eghari e Washington Araújo.  (duas personalidades com grande influência no conselho da ONU). —  Na questão do domínio de tecnologia nuclear!... ( no Brasil, premiaram  o "Físico" José Goldemberg?) Quem decide as coisas dentro das Nações Unidas?... Quem toma decisões mesmo é o Conselho de Segurança, onde cinco países têm direito a veto. É a lógica dos vencedores da Segunda Guerra Mundial ainda comemorando, inebriados, o caso dos nazistas na Alemanha e observando partículas de poeira nuclear que varreram as populações das cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki.

Pois bem, os cinco países que prezam pela paz no mundo e se auto designam tutores da segurança internacional são os cinco principais produtores de armas. Ou seja: os que lucram com a tragédia humana são também os defensores angelicais da paz mundial. E enquanto não se mudar essa estrutura de poder não poderá haver nem justiça nem democracia no mundo. Tampouco haverá paz, pois se as guerras necessitam de armas, as armas também necessitam de guerras. E não se fazem guerras com povos amigos: há que se escalar o inimigo, a bola da vez. Para isso, que se rasguem todos os tratados de relações internacionais, de diplomacia, de ética a permear a convivência entre as nações.

A comunidade Baha’i está "oficialmente" no Brasil desde 1921, ela pisou em terras tupiniquins através de Leonora Amstrong, a sua principal área de trabalho estava relacionada aos direitos das mulheres e outros projetos sociais, mas o projeto do governo mundial começou a ser implantado somente depois do dia 11/09/2001 [.], com isso temos mais uma prova de que os atentados ao WTC foram planejados. Após essa data tanto os baha’is como a ONU aceleraram o processo da nova ordem mundial. No Brasil a comunidade Baha’i começou a por em prática o seu plano diabólico de governo durante o governo FHC.

Tragetória da jornada dos Baha´i  junto aos últimos governos

O jornal da capital baiana, A TARDE, no domingo, dia 04 de agosto de 1996, publicou: 
O nome dela é complicado, Ruhíyyih Rabbani, e a missão também. Está com 86 anos e não perde a esperança de ver consumada a proteção e a preservação da natureza. Mas o que traz ao Brasil esta canadense radicada em Israel é o Encontro Latino-Americano pela Cidadania Mundial - a prática da unidade na diversidade, ora se realizando no Parlamento Latino-Americano, em São Paulo. Em Salvador, de 09 a 11 deste, a Sra. Rabbani chega como integrante do Centro Internacional de Ensino Bahá’í, para presidir um painel sobre “A nova ordem mundial”, no Hotel da Bahia. Antes de retornar a Haifa, sua cidade, receberá homenagem da Câmara dos Deputados, em Brasília, dia 14.
No dia 7 de agosto de 1996, quarta-feira o jornal  A TARDE, publicava:
Ruhiyyih - Os adeptos da Bahá’í na Bahia recebem uma visita importante, esta semana. Trata-se de Ruhiyyih Rabbani, destacada autoridade da comunidade Bahá’í Internacional, membro do Centro Internacional de Ensino, Haifa, Israel, conferencista e escritora, além de pertencer ao World Wide Fund for Nature. Defensora da Causa Ecológica, já realizou pesquisas e vivências na Amazônia, Ruhiyyih será homenageada em Salvador com um jantar amanhã, no Meridien e no dia 14, em Brasília, no Congresso Nacional, em sessão especialmente convocada pela presidência da Câmara dos Deputados. A comunidade local terá uma oportunidade rara de convívio, com uma de suas maiores lideranças, em todo o mundo.
Indígena presente...
13 de Agosto, terça-feira, 9h05min - Os bahá’ís do Distrito Federal, abrangendo 8 comunidades estão ansiosos no Aeroporto Internacional de Brasília para saudar Amatu’l-Bahá Ruhíyyih Khanum. Crianças com uniformes da Escola das Nações portam faixas e cartazes onde se lê ‘WELCOME RUHÍYYIH KHANUM” e ‘WE LOVE YOU RUHÍYYIH KHANUM”. As crianças apresentam músicas de boas-vindas. Indígenas presente e recebe calorosa saudação de Ruhíyyih Khanum que depois dirige-se à Sala Vip do Aeroporto. 
Mensagens enviadas a Câmara dos  Deputados
Os bahá’ís do Brasil e do mundo estão atentos para os eventos que irão se realizar na capital brasileira. A presidência da Câmara dos Deputados recebeu mensagens de dezenas de Assembléias Espirituais Nacionais Bahá’ís, através dos correios, aparelhos de fax, via eletrônica,  espalhadas pelo mundo, expressando sua alegria com a iminente realização da Sessão Solene para assinalar o transcurso do 75o. aniversário do estabelecimento da Fé Bahá’í no Brasil e em homenagem à visita da Sra. Ruhíyyih Rabbani ao país. Noventa deputados federais estiveram presentes à sessão, que foi noticiada, tanto pela imprensa, quanto pela mídia televisiva. Os pronunciamentos dos 14 deputados que falaram incluíram muitas apreciações sobre os princípios da Fé e os benefícios que sua aplicação têm trazido a muitas localidades no país. Altamente gratificante, também, foi o reconhecimento expresso sobre o papel de Leonora Holsapple Armstrong, a pioneira bahá’í através de cujos esforços impregnados de sacrifícios a Causa de Bahá’u’lláh foi estabelecida no Brasil. 
Deputados em silêncio emocionados
Os bahá’ís presentes ficaram profundamente emocionados quando, ante o convite do Deputado que havia sido solicitado pelo Presidente da Mesa, a concluir a sessão com uma oração bahá’í pela unidade, todos se levantaram e permaneceram em silêncio reverente à medida em que eram recitadas as palavras de Bahá’u’lláh.
Encontro com o Chefe do Governo do Brasil FHC
No dia seguinte, Amatu’l-Bahá manteve uma reunião cordial com o Presidente Fernando Henrique Cardoso, o Chefe do Governo do Brasil. Este reconhecimento transcendental do poder  transformador da Fé, tão generosamente expresso pelas instituições governamentais de uma das principais nações do mundo, demonstra tanto o grau de excelência dos fiéis brasileiros bem como a receptividade crescente do mundo a Mensagem da Causa.”  http://www.bahai.org.br/virtual/art32.htm

Governo da direita FHC e Washington Araújo - secretário de Comunicação da Comunidade Bahá`í, Washington Araújo é membro da Academia de Letras do Distrito Federal. É autor de diversos livros, entre eles, "Estamos desaparecendo da Terra" "Nova Ordem Mundial, Novos Paradigmas" 

Plano  da ONU para o Governo Único
A ONU e a fé Baha’i trabalham de forma imparcial, eles não se importam com a forma de governo
(esquerda ou de direita ), o importante é atingir a meta do governo unificado. O governo FHC foi marcado por privatizações que beneficiaram as grandes potências internacionais e a exploração do mercado mundial sobre o Brasil. Através dessa política externa a taxa de desemprego aumentou, a previdência social entrou em declínio e as verbas para as áreas de educação e saúde estavam quase no fim. Nesse momento o Brasil precisava de um governo esquerdista , que usasse todos os conceitos dialéticos de imbecilização social criados por Karl Marx. Para garantir a continuidade do plano e evitar um possível fracasso nas eleições , os Baha’is entraram rapidamente em ação, todos principais candidatos ao governo do Brasil , receberam o plano de governo da ONU elaborado pelos Baha’is , abaixo uma foto desse “grandioso evento “ onde o governo de esquerda de lula recebe o verdadeiro plano de governo mundial e depois se compromete em obedecê-lo.



Aqui lula com alguns ilustres e influentes baha'is da ONU:  
O plano de governo pode ser encontrado nos 6 livros, que foram entregues ao atual presidente :  

Os Sete Vales - O documento sobre Bahá'u'lláh - A Prosperidade da Humanidade - A Promessa da Paz Mundial - Momento Decisivo para Todas as Nações - E outras sugestões para os novos Presidente, governadores e Parlamentares.  (os livros na foto )
Os Baha’is estão espalhados em todo o país, eles se posicionam em cargos estratégicos dentro do governo local e depois trocam informações dentro das assembleías da ONU; - A pesquisadora Catie Honeyman do ISGP ( Instituto de estudos sobre a prosperidade global) esteve no Brasil a alguns anos atrás recolhendo as mais diversas informações políticas, e econômicas para ajudar na criação da nova ordem mundial.


Outro exemplo sobre isso pode ser visto através do secretario nacional de assuntos externos da comunidade baha’i Iradj Roberto Eghari (ele também pertence ao FNEDH Fórum nacional de educação e direitos humanos e a secretaria de direitos humanos da presidência da republica ). Eghari também faz parte de um grupo de especialistas em globalização, as informações que ele passa para a ONU são extremamente respeitadas


Em suas palestras ele defende a ideia do governo unificado de baha’u’llah, como a solução de todos os problemas do mundo e também a única solução para a comunidade global. Aparentemente todas essas obras podem até parecer boas, mas não são, resolver problemas através do consenso apenas criará conflitos intermináveis.

6 comentários:

Márcia Regina disse...

É mais do que óbvio que esse movimento Bahá'í é mais uma das grandes armadilhas e farsas dos sionistas que dos bastidores há milênios conatrolam o mundo. Eles lançam mais um "pacote" para vender ao mundo visando agora os lucros estratosféricos. Esses judeus sionistas plutocratas não brincam em serviço mesmo hein?
Domingo, Novembro 28, 2010

Marilda Oliveira disse...

Realmente Márcia Regina, armadilhas e farsas dos sionistas que dos bastidores há milênios controlam o mundo. Eles lançam mais um "pacote". Entretanto... no final do governo, a popularidade de Luiz Inácio bateu recordes, como recordes foram os lucros e a alegria de banqueiros, transnacionais, exportadores de commodities, latifundiários, imperialistas...
Sexta-feira, Agosto 26, 2011

Marilda Oliveira disse...

sionistas? será somente deles? ou é uma organização secreta formada por várias entidades que traça o seu perfil egoísta já durante séculos com poder de mando sobre os mais fracos, sobre os mais pobres, sobre as nações que eles mantém sempre em desenvolvimento, não permitindo que os povos conheçam a feliz liberdade de viver e sorrir? Porque nada, muda a posição das governanças, perante a criminalidade, a confusão, a corrupção, ao abandono social em que se encontra o Brasil.

freestyle disse...

Sinto uma grande compaixao por quem escreveu este artigo. Que lastima!!! Parece um samba do crioulo doido. Mistura tudo sem analisar coisa alguma. Conheco a Fe' Bahai ha' mais de 30 anos e esta e' a coisa mais loca que ja' ouvi. Quando digo conheco, e' porque conheco a fundo. O ser humano tem medo do que nao conhece, juntando a preguica de estudar e se informar com o comodismo, sai falando besteira. Tem muitas forcas malignas tentando estragar ainda mais o mundo, mas quem escreveu este texto esta' indo p lado errado. Coitado!!!

freestyle disse...

Ops! Falei 'forcas malignas' para nao citar os nomes das organizacoes internacionais criminosas. Mas quem esta' antenado sabe muito bem quem sao.

Marilda Oliveira disse...

No momento em que os brasileiros forem impedidos de dizer o que pensam sobre assuntos sujeitos á controvérsia", como ocorre em relação á História, estaremos renunciando á democracia e abrindo as portas à ditadura. (Discurso sobre a Liberdade de Expressão Sergio Oliveira Pág. 27,28)